Diz que não disse, escreveu e apagou

PCP (portugal) tweetou :

Há 68 anos, Catarina Eufémia tombava, vítima da besta fascista. Quando o assassino tenente Carrajola lhe aponta uma pistola-metralhadora e pergunta «O que queres, bruta?», Catarina responde «O que eu quero é pão para matar a fome aos meus filhos! Quero paz! Tenho fome.» https://t.co/9rltvVYhOu